SINGLE-PLAYER FOREVER!!!

Últimas Análises

  • Capa de Ryse: Son of Rome Ryse: Son of Rome
    no
    One
    há 2 semanas
    Bacana, mas só. Os gráficos são lindíssimos, demonstrando um grau enorme de detalhes e realismo das ruas de Roma, florestas, ilhas e as armaduras dos personagens, porém, ele é só um rostinho bonito. A jogabilidade é boa, mas repetitiva. Inimigos muito parecidos e cenários extremamente lineares. A história tem muito potencial e é muito boa, mas as fases não são muito interessantes, devido a extrema simplicidade das suas ações, resumindo apenas a cortar inimigos, defender, esquivar e, algumas vezes, atirar lanças nos inimigos.
  • Capa de Forza Horizon Forza Horizon
    no
    360
    há 2 semanas
    Uma obra prima. Esse jogo é incrível. Gráficos lindos, jogabilidade perfeita, um mapa divertido de explorar e com bastante coisa pra fazer e uma campanha incrível. Para um jogo de corrida, sua dinâmica na história é muito boa. Os radialistas são extremamente carismáticos, assim como as outras pessoas que falam com você, como o mecânico. Até os próprio rivais que você enfrenta tem uma certa personalidade. Vale citar também as corridas contra outros veículos, como aviões e balões de ar quente, algo que eu nunca tinha visto antes, além das próprias corridas serem muito divertidas. Enfim, uma obra de arte automobilística.
  • Esta análise contêm spoilers

    Uma experiência densa e única. Gráficos lindos e uma jogabilidade que, apesar de simples, cumpre bem o seu papel, já que o seu maior ponto forte é sua campanha e a narrativa da Senua e sua insanidade. Infelizmente, um dos maiores problemas que eu notei, são que os puzzles são meio repetitivos e até maçantes, comprometendo um pouco a experiência, além do fato de que o último boss é estranhamente demorado pra derrotar, já que os inimigos vem aparecendo demais lá.
Ler todas as análises (10)

Nota do Game

Nos acompanhe!