Gamer ha mais de 30 anos.

Últimas Análises

  • Capa de The Last of Us Part II The Last of Us Part II
    no
    PS4
    há 1 semana
    Sequencias de grandes clássicos são sempre muito aguardadas. A expectativa de que a continuação de um grande jogo seja tão boa ou melhor que o primeiro invade a mídia especializada e a cabeça dos players. Poucos jogos, como RDR2 e GOW, conseguiram o feito de superar seus monstruosos antecessores. TLOU parte 2, no meu ponto de vista, não. Obviamente que criado 7 anos depois do 1º, jogo, utilizando-se de uma nova plataforma, os recursos técnicos são indiscutivelmente melhores: gráficos, sons, jogabilidade, interação...tudo esta muito melhor. Não da pra discutir. No entanto, a alma do jogo, aquilo que fez de TLOU parte 1 ser considerado o jogo da década, definitivamente não está em TLOU parte 2. Na minha humilde opinião, a historia, a imersão, a paixão, a emoção, a vinculação a personagens e, principalmente, a trilha sonora do primeiro jogo colocam o segundo no bolso. Não da pra comparar. A forma como os desenvolvedores tocaram as duas historias (Ellie e Abby) impediu aquela cumplicidade, aquele apego, o amor que os jogadores de todo o mundo criaram pela história sofrida e melancólica de Joel e Ellie. Simplesmente NÃO funcionou. E o final...ahhh...depois de todo aquele esforço...terminar daquele jeito? Sem nenhum plot twist, sem nada?!?!?! Sinceramente...não me agradou. Bom, no geral, o jogo é excelente...gráficos, som, iluminação, cut scenes, bla bla bla (parte técnica), tudo nota 10! Mas é a sequencia de um dos melhores jogos ja criados (se não o melhor). É esse fardo, meu irmão...esse fardo é foda. É dificil de superar.
  • Capa de Red Dead Redemption II Red Dead Redemption II
    no
    PS4
    há 2 semanas
    A obra prima dos jogos de vídeo game! Gráficos, som, ambientação, jogabilidade, enredo, trilha sonora, atuação, imersão, realismo, personagens...tudo simplesmente perfeito. O jogo te traz para dentro da história e te faz viver o personagem Arthur Morgan. Jogo de mundo aberto, onde vc deve, com paciência, explora-lo para extrair 100% do que oferece. É isso que a RockStar deseja para q vc realmente sinta o jogo e o aproveite ao máximo. Cace, faça as missões secundárias, desbrave cada parte do mapa, preste atenção nos detalhes, procure os easter eggs, evolua seu personagem, escute as histórias dos NPCs, preste atenção aos detalhes, crie roupas novas...em fim, viva Arthur Morgan. Nunca houve um jogo onde há tanta coisa para se fazer e com tanta qualidade técnica. Destaque, ainda, para a trilha sonora, que é absolutamente sensacional! Sem sobra de duvidas, um dos melhores jogos ja criados, senão o melhor.
  • Quando se fala no melhor jogo ja criado, the Last of Us sempre aperece entre os indicados. E, de fato, beira a perfeição. A história, talvez, seja a mais envolvente e emocionante ja criada. As atuações dos atores que interpretam os personagens são perfeitas. Você acaba se apaixonando e se identificando muito com eles. É fácil se emocionar com os desdobramentos do jogo que, a todo momento, tem viradas de mesa. A trilha sonora segue a mesma linha: ao mesmo tempo que é discreta, é tensa. Pontual, emocionante e absolutamente marcante, ela te faz imergir no clima tenso e cruel daquele mundo pos apocalíptico. Simplesmente perfeita. Assim como o jogo, é, sem dúvidas, uma das melhores ja criadas! Os gráficos, ate para os dias de hoje (jogo de 2014), são impressionantes. E a gameplay...sensacional!!!! É fluida, sem bugs e com ótima visão e animação. Em um mundo pos apocaliptico sombrio, escuro e perigoso, tomado por infectados e humanos ainda mais monstruosos, vc precisa sobreviver com muito pouco, tomando com cuidado e inteligência suas atitudes. Sustos e emoções fortes são frequentes, levando o player a frequentes momentos de taquicardias. Ate mesmo o on line, em um sistema de grupos de sobrevivência (guerra de facções) é muito legal, permitindo vc passar horas em partidas curtas de eliminação. Simples e envolvente, é viciante! Mais uma vez, destaque para a trilha sonora específica do multiplayer, que cria uma imersão surreal. Enfim, The Last os Us é uma obra prima, uma obra de arte incomparável que será para sempre lembrada como um dos melhores jogos de todos os tempos, se não for o melhor. Não é a toa que, com justiça, foi eleito o jogo da década. Esperamos ansiosos por sua continuação.
Ler todas as análises (15)

Nota do Game

Nos acompanhe!