Últimas Avaliações

Ver todas as avaliações

Últimas Análises

  • Análise de um jogo, invariavelmente, passa pelo crivo e gosto pessoal. Alguns poucos jogos recebem notas excepcionais em todos os pontos e por todos os analistas. Na minha opinião, Shadow of the Colossos não é um desses. O jogo, muito simples em sua dinâmica e enredo, é daqueles com um estilo contemplativo, observador, com cenários e desafios grandiosos, mas pouca interatividade. Você cavalga com seu cavalo por vastos terrenos, belíssimos por sinal, até encontrar um colosso, igualmente magnifico, e com ele trava uma leeeenta batalha. Ponto. O jogo é basicamente isso. É possível procurar por algumas relíquias, descobrir alguns lugares secretos e jogar mais de uma vez para ter acesso a itens novos e locais antes não acessíveis. No entanto, repito, o jogo consiste em caçar os colossos e os derrotar, mas sem todos os elementos de RPG e complexidade de Monster Hunter. Graficos belíssimos, som e trilha sonora bem legais e jogabilidade, às vezes, sofrida, principalmente quando cavalgamos com Agro ou quando tentamos escalar algum colosso. Alem do mais, com o tempo, a jogatina se torna repetitiva e monótona, tendo em vista a simplicidade da gameplay. Enfim, no meu entendimento, pra quem curte um jogo diferente, mais contemplativo, vale a pena experimentar.
  • Quando se fala no melhor jogo ja criado, the Last of Us sempre aperece entre os indicados. E, de fato, beira a perfeição. A história, talvez, seja a mais envolvente e emocionante ja criada. As atuações dos atores que interpretam os personagens são perfeitas. Você acaba se apaixonando e se identificando muito com eles. É fácil se emocionar com os desdobramentos do jogo que, a todo momento, tem viradas de mesa. A trilha sonora segue a mesma linha: ao mesmo tempo que é discreta, é tensa. Pontual, emocionante e absolutamente marcante, ela te faz imergir no clima tenso e cruel daquele mundo pos apocalíptico. Simplesmente perfeita. Assim como o jogo, é, sem dúvidas, uma das melhores ja criadas! Os gráficos, ate para os dias de hoje (jogo de 2014), são impressionantes. E a gameplay...sensacional!!!! É fluida, sem bugs e com ótima visão e animação. Em um mundo pos apocaliptico sombrio, escuro e perigoso, tomado por infectados e humanos ainda mais monstruosos, vc precisa sobreviver com muito pouco, tomando com cuidado e inteligência suas atitudes. Sustos e emoções fortes são frequentes, levando o player a frequentes momentos de taquicardias. Ate mesmo o on line, em um sistema de grupos de sobrevivência (guerra de facções) é muito legal, permitindo vc passar horas em partidas curtas de eliminação. Simples e envolvente, é viciante! Mais uma vez, destaque para a trilha sonora específica do multiplayer, que cria uma imersão surreal. Enfim, The Last os Us é uma obra prima, uma obra de arte incomparável que será para sempre lembrada como um dos melhores jogos de todos os tempos, se não for o melhor. Não é a toa que com justiça foi eleito o jogo da década. Esperamos ansiosos por sua continuação.
  • Capa de Battlefield V Battlefield V
    no
    PS4
    há 4 meses
    Jogo BF desde BF2 - Bad Company. Na minha opinião, é melhor franquia de jogo de guerra (FPS) do mercado. Com foco no jogo técnico, em grupo e visivelmente voltado para o multiplayer tático, sua campanha é apenas interessante. No BFV, tive a impressão de que a resolução gráfica foi inicialmente reduzida, visando melhorar a jogabilidade. A diferença para BF1 era gritante. Texturas grosseiras, players e cenários que não carregam, fantasmas que corriam pelo mapa, etc. eram constantes. O jogo estava mais elétrico, mais rápido, frenético, como no BF 4. Comandos de pelotão estão mais difíceis de se fazer do que no BF1. No entanto, jogando vc se acostuma. Alem disso, a EA fez alterações nas armas. Em contrapartida, inovações como customização de personagens, de armas, veículos, sistema de progressão, conquistas semanais, necessidade de jogar para e com o pelotão, battle royale, interações com o ambiente, munição e medkits limitados, etc. trouxeram um ar novo ao jogo. Justiça seja feita: após muitos percalços no lançamento, neste ultimo ano, muitas melhorias foram feitas pela EA. Hoje, após a introdução do Teatro do Pacífico e do mapa do metro, podemos dizer que o jogo está muuuuuito bom. A cara da Segunda Guerra Mundial foi retomada. Enfim, hoje, BF5 é um jogo excelente, essencialmente multiplayer, q precisa de dedicação e que vai agradar muito aos fiéis fãs da franquia, como eu.
  • Capa de FIFA 20 FIFA 20
    no
    PS4
    há 4 meses
    O mesmo jogo todos os anos com algumas pequenas alterações na gameplay e em alguns modos de jogo. Neste ano foram feitas alterações na dinâmica dos passes, na física da bola, nos goleiros, nas animações, dentre outras, o que não impacta realmente no que ja conhecemos. Também foram feitas alterações nos layouts dos menus. Os gráficos são praticamente os mesmos do FIFA 19, bem como o som (não percebi nenhuma diferença). Ate mesmo a narração de Tiago Leifert e os comentários de Caio Ribeiro são os mesmos, tendo sido acrescentadas apenas algumas frases novas. FIFA 2020 trouxe o modo Volta, que são jogos curtos de rua de 3 contra 3. Vc cria seu avatar, tem dribles facilitados e joga tipo um futebol de salão. É apenas interessante. O carro chefe continua sendo o ultimate team e o modo carreira. Enfim, nada de substancialmente novo. Nem mesmo o odiado handcap, que continua forte e desestimulante, principalmente no ultimate team e no online, foi alterado. Continua la, fazendo vc ficar irritado e querendo nunca mais jogar. No entanto, mesmo com todos os problemas, na minha opinião, FIFA ainda se mostra um produto final melhor que PES (tenho PES 2018 e 2019), o qual vem ganhando justo espaço ha anos, tendo em vista a inércia da EA. Mesmo assim, acho que ambientação, menus, trilha sonora, narração, times, ligas, modos de jogo, competitividade e mesmo a gameplay do FIFA são melhores. Espero q com a nova geração algo substancialmente novo seja apresentado pela EA.
Ler todas as análises

Jogos Favoritos

Nota do Game

Nos acompanhe!