Max Payne 3

Tiro em Terceira Pessoa Rockstar Games 2012

Na esperança de escapar das conturbadas lembranças de seu passado, Max Payne viaja para São Paulo para trabalhar na segurança privada da rica família de Rodrigo Branco. Mas quando uma gangue de rua sequestra a esposa de Rodrigo, Max é puxado para uma conspiração sombria em que todos os aspectos da sociedade de São Paulo estão envoltos numa teia mortal que ameaça engolir tudo e todos ao seu redor. Em Max Payne 3 regressa o bullet-time em sequências de ação, característica bastante notável da franquia.

Critérios de Avaliação

Critério Nota
Áudio
Visual
Jogabilidade
Campanha
Diversão

Avaliadores

Ver todas as avaliações (46)

Notas por Plataforma

Plataforma Nota Total Distribuição
PS3 PlayStation 3
18
18
360 Xbox 360
18
18
Win Microsoft Windows
10
10
Mac macOS 0
Exibir plataformas sem nota

Análises

Avalie o jogo para escrever uma análise

Foto de Wilson Silva Wilson Silva
no
360
há 1 ano
Esse jogo de tiro e bem desafiador sofri um pouco no começo no médio sempre se proteja só atira quando inimigo carregar dei 10 no audio pq os americanos falando português foi engraçado, o mais foda foi eles zuando o brasil com essa negocio de filho curupira kkkk, a violência do jogo esta impecável, só não considero melhor jogo de 2012 por causa da campanha curta
Foto de Joshua Joshua
no
360
há 5 meses
Oque dizer dessa obra maravilhosa, eu amo esse jogo, foi um dos jogos que eu mais joguei. Talvez oque me faz dar essa nota foi meu apelo sentimental por esse jogo. Entrando mais nas partes técnicas, começando pela jogabilidade, que eu considero quase perfeita, se não fosse alguns momentos ruins que eu tive com a mecânica de ultima chance, que te obriga a matar o ultimo cara que te atirou , se você tiver um 'pain killer' sobrando, max toma ele, e assim sobrevive. Meu problema com essa função foi que certas vezes eu estava em lugares impossíveis de matar certo inimigo, me obrigando a morrer para conseguir continuar. A história em si é boa, padrão 'Rockstar" de histórias, só não gostei como ela retratou o Brasil em quase tudo, tem sim seus momentos bons, ela retrata de forma muito bem feita certos aspectos , mas outros ela entra nos estereótipos, mas eu relevo , era uma época diferente, ela fez muito mais do que outras empresas faziam na época com relação a isso . O áudio em geral é excelente, fora as dublagens em Português Brasil, ou melhor dizendo dublagem "Portanhol" (tem umas que salvam eu admito), o resto é maravilhoso, principalmente as trilhas do game. Caramba, o violino e o piano nela são lindos e bem tristes, realmente me transportam pra o universo do game. Inclusive, eu tenho umas das musicas desse jogo no meu celular até hoje, "HEALTH" da banda TEARS (bem melancólica a propósito, mas muito boa. ela é tocada na fase perto do final do game no aeroporto). Resumindo, esse jogo é uma obra de arte.[ATUALIZADO]
Foto de Luiz Gustavo Luiz Gustavo
no
PS3
há 4 anos
Mais uma vez você assume Max Payne. O enredo consegue te cativar diante dos dilemas do vício e perigos da profissão de Max. O jogo conseguiu reproduzir fielmente São Paulo, bem como apresentar uma "ambientação brasileira". A jogabilidade é ok e mais uma vez você pode se aventurar nos bullet-times.
Ler todas as análises (4)

Nota do Game

Nos acompanhe!