O enrendo do jogo segue Link, o protagonista amnésico que é despertado após um século por uma voz misteriosa que guia-o na luta contra Calamity Ganon.
Nome The Legend of Zelda: Breath of the Wild
Lançamento
Plataformas
Modos de Jogo
  • Um Jogador
Gênero Ação & Aventura
Desenvolvedora Nintendo
Publicadora Nintendo
Franquia The Legend of Zelda
Classificação 10 anos
Corrigir dados

Nota da Comunidade

Baseada em 70 avaliações

Nota da Crítica

Baseada em 31 avaliações

Nota Agregada

Baseada em 101 avaliações

Compartilhe:

Critérios de Avaliação

Critério Nota
Áudio
Visual
Jogabilidade
Campanha
Diversão

Notas por Plataforma

Plataforma Nota Total Distribuição
NS Nintendo Switch
53
51
2
WiiU Wii U
17
16
1
Exibir plataformas sem nota

Avalie o jogo para escrever uma análise

Foto de Wagner Junior Wagner Junior
no
WiiU
há 4 meses

Um dos jogos mais influentes da década. Breath of the wild consegue fazer com perfeição o player se sentir livre para explorar o imenso mapa fornecido no game, não tem um norte específico e você pode fazer um progresso completamente diferente de outros players, esse é o diferencial do jogo, o sistema de vigor e HP faz com que você não abuse muito disso também, não podendo ter acesso a alguns lugares com vigor e hp baixo, além de só poder acessar com alguma habilidade específica. Os gráficos do jogo não são de ultima geração, porém isso não é parâmetro para avaliar o quanto um jogo é bonito. a dir de arte do Breath Of The Wild é um dos maiores pontos fortes do game, é tudo muito detalhado e bonito, você poder subir em uma montanha e ver áreas do mapa que estão a muitos KM'S de distância é espetacular o diferencial da jogabilidade está no que citei no inicio, você poder explorar o cenário escalando tudo, porém tendo que upar o link para isso. O combate corpo a corpo não é o forte da nintendo, mas é suficiente pra funcionar bem, existem muitos outros RPG's de ação com combate melhores, o combate desse game em específico funciona melhor com inimigos grandes A campanha não difere muito dos outros jogos da franquia, você precisa salvar a princesa da calamidade ganon, porém agora, pode fazer quando quiser, trazendo essa liberdade pro player. A trilha sonora do jogo é excelente como de qualquer outro Zelda, trazendo muita nostalgia em alguns trechos, o áudio em geral funciona bem também, o jogo prefere não dublar todos os personagens pelo estilo do jogo, não por escolha própria. Não sei se vale a pena comprar um Switch apenas para jogar ele, mas o jogo em si vale muito a pena, recomendo.

Foto de Pedro Andrade Pedro Andrade
no
NS
há 10 meses

Estou jogando BOTW a quase dois anos. Toda vez que pego no controle pra jogar é a mesma sensação! Esse jogo vai além de qualquer experiência que eu já tenha tido em um game. Nos dois primeiros minutos ele já te passa uma sensação de liberdade e deixa claro que quem manda é você. A história vai ser contada da maneira que vc escolher, suas ações vão determinar como vai ser sua gameplay, você será responsável pelas consequências de tudo. O game estabelece um relacionamento com o jogador, em todos os aspectos. O áudio ambiente e a música baixa, combinados com as belas paisagens deixam o jogo com um ar contemplativo, mas esses elementos também conseguem transmitir tensão, urgência e perigo (lembrou daquela musiquinha do guardião né, meu filho(a)!?), quando necessário. As famosas dugeons de Zelda dão espaço a Shrines e Divine beasts, mas o objetivo aqui é o mesmo: quebrar o ritmo de exploração e espremer seus miolos pra achar soluções de quebra-cabeças no estilo que só a Nintendo sabe fazer. A jogabilidade é muito fluída e bem ampla. A história é bonita e bem contada. E os gráficos são maravilhosos pra o que se propõem. Enfim, sem nenhuma dúvida, é o melhor jogo de vídeo game que eu já tive a oportunidade de jogar, na minha opinião.

Foto de Marcos Endo Marcos Endo
no
NS
há 11 meses

Esta análise contêm spoilers

Esse jogo para mim, é o melhor do Nintendo Switch e quem tem esse console deve comprar esse jogo lendário dos anos 2010, te da liberdade total de explorar esse mundo enorme, é muito longo e você pode ir derrotar o boss final a qualquer momento quando você quiser (eu aconselho vocês deixarem o personagem com muitas vidas e stamina antes de entrar no castelo do boss final).

Ler todas as análises (5)

Trailer

Capturas de Tela

Descrição

O enrendo do jogo segue Link, o protagonista amnésico que é despertado após um século por uma voz misteriosa que guia-o na luta contra Calamity Ganon.
Nome The Legend of Zelda: Breath of the Wild
Lançamento
Plataformas
Modos de Jogo
  • Um Jogador
Gênero Ação & Aventura
Desenvolvedora Nintendo
Publicadora Nintendo
Franquia The Legend of Zelda
Classificação 10 anos
Corrigir dados