Critérios de Avaliação

Áudio
Visual
Jogabilidade
Campanha
Diversão

Compartilhe:

Análises (1)

Avalie o jogo para escrever uma análise

  • Foto de diogoBRRN diogoBRRN
    no
    GB
    há 1 ano

    Esta análise contêm spoilers

    James Bond(GameBoy), game essencialmente de aventura lançado pela pequena(e extinta) Saffire em 1998, que comparado ao seu antecessor(antecessor da franquia),007 GoldenEye, não passa de um game mediano. Começando o review pelo áudio, temos aqui um ponto um pouco fraco, primeiramente, o jogo carece de alguns efeitos sonoros, e ainda os poucos que tem não soam tão bem(principalmente sons de tiros), ainda assim, pode-se dizer que o alto nível da qualidade da trilha sonora meio que consegue "remendar" esse problema, com músicas super divertidas e marcantes. Além da parte sonora do game, outro fator que me alegrou menos ainda foi a jogabilidade, de maneira geral tudo apresentava algum defeito, nos controles por exemplo, a movimentação do personagem no ''D-PAD" estava muito ruim, portanto a falta de um analógico se fez constante em praticamente todas fases do jogo, onde pra mim, a fase que mais fez falta foi a última, que tinha que sair desviando e se defendendo de tiros no espaço, nossa! Fazer aquela movimentação nas "setinhas" foi simplesmente horrível, além dos controles a baixa fluidez e o "lag" do jogo eram perceptíveis a todo momento, portanto fases mais rápidas, como a última que eu citei, se defasavam muito com estas deficiências do game. Bem, deixando agora o que estava ruim de lado, vamos falar de coisas boas, onde a primeira delas é nada mais, nada menos que a campanha do jogo, que realmente merece aplausos, pois explorou praticamente tudo que a saga James Bond oferecia para ser explorado, para tomar de exemplo, tem-se a presença do Jaws e do OddJob no game(vilões super marcantes da saga), idas ao cassino e muito mais, eu só não dou a "nota 10" nesse quesito por alguns pequenos erros(bem pessoais do meu ponto de vista), como, a ausência da MoneyPenny(uma das personagens mais destaques da franquia) e também pela a introdução do jogo ter sido bem rasa no geral, mesmo assim, James Bond 007 (1998) tem, sem dúvidas nenhuma, um modo história de cair o queixo e que merece elogios. Outro ponto bom(não tanto quanto a campanha, mas de ''alto" nível também) são os gráficos do jogo, que por mais que tenha tido a presença de bons cenários, mapas(relativamente) grandes e bem feitos, boas texturas e um ótimo antiserrilhado, algo que chamou muito a minha atenção(negativamente falando) foi a ''inexistência'' de cores do jogo, ou seja, o game ter sido em preto e branco, "cara'' sinceramente, o que a Saffire estava pensando quando simplesmente decidiu que esse jogo não ia ser colorido? Poxa! pleno final de século XX e deixar isso acontecer realmente foi um baita pecado. Mesmo com os problemas citados, não foi uma jogatina ruim a que eu tive com James Bond 007 (1998), foi um game que em alguns momentos eu me diverti bastante, mesmo assim não é um game que eu recomendo qualquer um jogar, particularmente falando, eu recomendaria esse game mais para quem realmente gosta desse gênero de jogo ou para fãs da franquia James Bond, pois o game não é muito diferente do habitual para este gênero, não há nenhuma inovação ou algo do tipo, simplesmente é um game padrão para suas características, onde basicamente, o que mais me atraiu nele foi o nome "James Bond" na capa, tirando isso, um game bem mediano dessa histórica franquia. Concluindo por aqui esse review, acredito que para qualidade dos games do Século XX, e até mesmo de 1998(ano de lançamento do jogo), como já dito, James Bond de Gameboy foi mediano, alguns pontos muito bons e outros bem ruins fizeram de fato esse jogo um dos menos marcantes da saga 007, e que hoje em dia, não passa de um breve esquecimento.

Discussões

Seja o primeiro a criar uma discussão

Entre no nosso servidor do Discord