Critérios de Avaliação

Áudio
Visual
Jogabilidade
Campanha
Diversão

Nota da Crítica

Baseada em 21 avaliações

Nota Agregada

Baseada em 26 avaliações

Compartilhe:

Sobre

Alex Chen esconde sua "maldição": a capacidade sobrenatural de absorver e manipular as fortes emoções dos outros. Quando seu irmão morre em um chamado acidente, ela deve abraçar seu poder volátil para encontrar a verdade - e revelar segredos escuros enterrados pela cidade.

Análises (1)

Avalie o jogo para escrever uma análise

  • Foto de Kaizo Yarikane Kaizo Yarikane
    no
    One
    há 6 meses

    Toda vez que sai um Life is Strange dá um calor no coração, poder jogar uma narrativa adolescente, com super poderes e encarando seus demônios é algo fantástico. True Colors é maravilhoso em muitos quesitos, as músicas do jogo são muito boas (inclusive uma muito conhecida), além disso a música é um elemento importante dentro da narrativa o que faz agregar ainda mais nesse sentido. A narrativa do jogo novamente é muito boa, porém eu achei que faltou um pouco de peso em certas decisões, incluindo algumas próximas do fim do jogo. Os capítulos são bacanas, exceto o terceiro que apesar de fazer sentido na história, me deu a sensação de enrolado e cansativo. Os personagens são bons e a protagonista é muito bacana. Uma das coisas que mais me incomodou a respeito do jogo é sua localidade que se resume a cidade Haven Springs (cidade fictícia do jogo), não há grande variação de cenários e você sempre passa pelos mesmos lugares. Mas concluo que Life is Strange: True Colors é uma sequência digna e que vai te impactar e se você curte a franquia, não vai se decepcionar com mais um ótimo título.

Discussões

Seja o primeiro a criar uma discussão

Entre no nosso servidor do Discord